Quase cai na fé I

As dificuldades que enfrentamos são pontos positivos no fortalecimento de nossa vida espiritual
Passei por grandes lutas nos últimos tempos. Antes de me mudar eu tinha uma panificadora, e não deu certo (por vários motivos em outro post eu conto), adquiri contas, e diversos problemas.
No meio desta tribulação eu não tinha tempo de ir à igreja, de evangelizar, fazer a obra de Deus... Não tinha tempo de nada. Só ia à igreja no domingo de tarde... E... Comecei a esfriar na fé.
            Só que naquela época a maioria das minhas lutas era fruto da minha cabeça. Eu ia à igreja só no domingo, mas eu dava o meu melhor, eu estava ganhando almas, inclusive um jovem que eu orientava recebeu o Espírito Santo nesta época.
            Mas o diabo viu as minhas dúvidas e pegou carona. As pessoas me diziam que estava bem... Mas, eu me sentia mal... Sentia-me longe de Deus... Tudo coisa da minha cabeça...
            Fiquei desempregada, numa péssima situação financeira. Aí Deus me deu a oportunidade de vir trabalhar no Jornal em Palmas. E vim. Mas as dúvidas vieram juntas.
            Nesta altura, eu tinha uma certeza que me mantia em pé, a de que se Deus não estivesse comigo eu não estaria ali. Sozinha não teria suportado tudo que passei. E isso me deu forças para continuar.
            Porém eu me sentia fria, não queria ir na igreja na sexta (rsrsr), não sentia vontade de orar, nem de ler a bíblia, nem de jejuar, alimentava pensamentos indevidos... E assim foi... Até que o Espírito Santo me cobrou. “Maldito aquele que faz a obra relaxadamente”. E Ele começou a me cobrar, porém, eu não tinha forças para voltar.
            Então, Ele me deu as opções: voltar pro mundo ou voltar pra Ele. No mundo eu sei que não tem nada de bom, já sofri tanto e já na Obra, fui muito feliz, e tenho certeza que vou ser muito mais. Tomei a minha decisão e Ele começou a trabalhar.
            Li um post no blog do bispo Renato Cardoso que dizia que devemos orar mesmo sem vontade e comecei a fazer tudo de novo. Orava e pedia que Deus me ajudasse a ser como antes, usada pelo Espírito Santo, e que me ajudasse a voltar ao primeiro amor.
            No início parecia que a minha oração não adiantava. Mas eu insisti. Pois quando a gente se sente frio na fé, é necessário muita determinação para chegar diante de Deus.
            Conforme ia orando, Deus ia mostrando o que devia mudar, comecei a jejuar, ler a bíblia de novo, a ter muita vontade de ganhar almas... E fui me esforçando...
            Detalhe: O Espírito Santo sempre fala com a gente, porém ás vezes a gente é que não escuta. E eu comecei a escutá-lo de novo. Comecei a obedecê-lo e a ser renovada.
            Hoje estou na fé de novo, tive um reecontro com Deus e peço que ele me renove a cada dia. Oro para que Ele não me deixe cair, para que me use, e me dê muita sabedoria para permanecer firme, pois a escolha é minha.
            Então se você se sentir assim saiba que Deus é contigo e só depende de você para que você tenha um reecontro com Deus, pois, Ele está sempre de braços abertos pronto para receber a sua vida.

Na fé;
Obreira Daiane Martins

Comentários

  1. que legalll Daiane que testemunho lindo.. Poxa vou compratuilhar isso:Pois quando a gente se sente frio na fé, é necessário muita determinação para chegar diante de Deus. Muito de Deus isso!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentem muito!!!! Que Deus abençõe!

Postagens mais visitadas deste blog

Engana sim! Mas engana a você mesmo!

Na beira de um precipício

Negando o chamado e caminhando para os braços de satanás