quinta-feira, 28 de julho de 2011

Você é um Fariseu Hipócrita?

Falar de Deus é algo muito fácil... Quero ver você mostrar Deus na sua vida.
Abençoar os outros é fácil. Quero ver você ser abençoado!
Ensinar o que é fé, é fácil... Quero ver você viver a fé!
Muitas são as pessoas que vivem de teoria e não de prática!
Eu quero ver Deus na minha vida! Afinal, ajudo todo mundo, faço a minha parte, tenho uma aliança com Deus, mas nada acontece? Ta errado! Existe algo errado!
Falta uma revolta. Uma decisão, uma atitude! Falta você ter forças para mudar a história de sua vida! È preciso coragem! Mas quando o servo de Deus se revolta é impossível que Ele não honre!
Não se acomode na fé! Faça a diferença! Deus é contigo, Ele só está esperando uma atitude sua para mudar a história de sua vida! Ou será que posso dizer Fariseus Hipócritas! Pois, falam e não vive o que pregam e ensinam?
Eu preciso viver o que eu ensino, viver o que eu prego! Pra que servir a Deus se a minha vida é uma derrota? È só pensar, servir o Deus todo-poderoso, dono do ouro e da prata e viver na miséria?
O que eu falo para os outros fazer, dá certo. Mas e pra mim? Não vivo o que falo! Fariseus Hipócritas!
Se Jesus voltar hoje, encontrará muitos Fariseus Hipócritas?

“...Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Porém não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam...” Mateus 23.3

“Eu nuca vi um escolhido sem resposta, porque em tudo Deus lhe mostra uma solução, até nas cinzas ele clama e Deus atende lhe protege, lhe defende com as suas fortes mão... ” Damares- Sabor de Mel

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Quem é de Deus deixa marcas.

Quem é de Deus deixa marcas.
Marcas boas, marcas de paz, amor, alegria, marcas do Espírito Santo...
Quem é de Deus, apresenta frutos bons, quem é de Deus...
Ganha almas, tem a salvação e deseja salvar...
Quem é de Deus exala o perfume do Espirito Santo....
Quem é de Deus faz a diferença!


sexta-feira, 22 de julho de 2011

Na beira de um precipício

Às vezes parece que estamos na beira de um precipício, e não há ninguém para nos ajudar. Dá aquela vontade de contar á alguém os nossos problemas, e que esta pessoa escute, entenda e não nos questione... Dá vontade de chorar na frente dessa pessoa como um desabafo, sem que ela nos julgue...
Parece que ninguém vê. Ninguém entende o que estamos passando. È o fim. Já não sabemos o que fazer. Já fiz tudo que podia não dá mais. Dá a impressão de estar dentro de um precipício, mas quando olhamos para baixo vemos que há mais um abaixo de nós. E estamos à beira.
O que fazer?
Você está na hora certa e no momento certo, para ver Deus na sua vida. È agora que Deus vai agir. Somente creia! Você não precisa ver, precisa crer!
A tua vitória está próxima. Há um passo de ti. Concentre-se você chega lá. Deus vai honrar. Suba este precipício, e olhe aos céus a glória de Deus!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Reunião de demônios

A Reunião de Satanás
Satanás convocou uma Convenção Mundial de demônios.
Em seu discurso de abertura, ele disse:
"Não podemos impedir os cristãos de irem à igreja"
"Não podemos impedi-los de ler as suas Bíblias e conhecerem a Verdade"
"Nem mesmo podemos impedi-los de formar um relacionamento íntimo com o seu Salvador“.
E, uma vez que eles ganham essa conexão com Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado.
"Então vamos deixá-los ir para suas igrejas, vamos deixá-los com os almoços e jantares que nelas organizam, MAS, vamos roubar-lhes o TEMPO que têm, de maneira que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento com Jesus Cristo". "O que quero que vocês façam é o seguinte", disse o diabo:
"Distraia-os a ponto de que não consigam aproximar-se do seu Senhor"
Como vamos fazer isto? Gritaram os seus demônios.
Respondeu-lhes:
"Mantenham-nos ocupados nas coisas não essenciais da vida, e inventem inumeráveis assuntos e situações que ocupem as suas mentes"
"Tentem-nos a gastarem, gastarem, gastarem, e tomar emprestado, tomar emprestado"
 "Persuadam as suas esposas a irem trabalhar durante longas horas, e os maridos a trabalharem de 6 à 7 dias por semana, durante 10 à 12 horas por dia, a fim de que eles tenham capacidade financeira para manter os seus estilos de vida fúteis e vazios."
"Criem situações que os impeçam de passar algum tempo com os filhos"
"À medida que suas famílias forem se fragmentando, muito em breve seus lares já não mais oferecerão um lugar de paz para se refugiarem das pressões do trabalho".
"Estimulem suas mentes com tanta intensidade, que eles não possam mais escutar aquela voz suave e tranqüila que orienta seus espíritos".
"Encham as mesinhas de centro de todos os lugares com revistas e jornais".
 "Bombardeiem as suas mentes com noticias, 24 horas por dia".
"Invadam os momentos em que estão dirigindo, fazendo-os prestar atenção a cartazes chamativos".
"Inundem as caixas de correio deles com papéis totalmente inúteis, catálogos de lojas que oferecem vendas pelo correio, loterias, bolos de apostas, ofertas de produtos gratuitos, serviços, e falsas esperanças".
"Mantenham lindas e delgadas modelos nas revistas e na TV, para que seus maridos acreditem que a beleza externa é o que é importante, e eles se tornarão mal satisfeitos com suas próprias esposas".
"Mantenham as esposas demasiadamente cansadas para amarem seus maridos à noite, e dê-lhes dor de cabeça também. Se elas não dão a seus maridos o amor que eles necessitam, eles então começam a procurá-lo em outro lugar e isto, sem dúvida, fragmentará as suas famílias rapidamente."
"Dê-lhes Papai Noel, para que esqueçam da necessidade de ensinarem aos seus filhos, o significado real do Natal."
"Dê-lhes o Coelho da Páscoa, para que eles não falem sobre a Ressurreição de Jesus  Cristo, e o Seu poder sobre o pecado e a morte."
"Até mesmo quando estiverem se divertindo, se distraindo, que seja tudo feito com excessos, para que ao voltarem dali estejam exaustos!".
"Mantenha-os de tal modo ocupados que nem pensem em andar ou ficar na natureza, para refletirem na criação de Deus. Ao invés disso, mande-os para Parques de Diversão, acontecimentos esportivos, peças de teatro, concertos e ao cinema. Mantenha-os ocupados, ocupados."
"E, quando se reunirem para um encontro, ou uma reunião espiritual, envolva-os em mexericos e conversas sem importância, para que, ao saírem, o façam com as consciências pesadas".
"Encham as vidas de todos eles com tantas causas nobres e importantes a serem defendidas
que não tenham nenhum tempo para buscarem o poder de Jesus".
Muito em breve, eles estarão buscando em suas próprias forças, as soluções para seus problemas e causas que defendem,  sacrificando sua saúde e suas famílias pelo bem da causa."
"Isto vai funcionar!! Vai funcionar !!"
Os demônios ansiosamente partiram para cumprirem as determinações do chefe, fazendo com que os cristãos, em todo o mundo, ficassem mais ocupados, e mais apressados, indo daqui para ali e vice-versa, tendo pouco tempo para Deus e para
suas famílias.
Não tendo nenhum tempo para contar
à outros sobre o poder de Jesus para transformar vidas.
Creio que a pergunta é:
Teve o diabo sucesso nas suas maquinações?

Por e-mail

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Ex-obreira II


Carta de uma Ex- Obreira
Carta de uma detenta 24 de janeiro de 2010

Escrevo esta carta para que o senhor ore por mim, e também, se sentir em seu coração, leia para os obreiros.
Há 13 anos, abandonei a Obra do Senhor Jesus porque deixei a mágoa entrar em meu coração.Fiz a Obra de Deus de 1991 a 1996. Era uma obreira abençoada, fazia a obra com todo amor, evangelizava, pois, eu gostava de sair em campo, e participava de todos os grupos, até em presídios. Eu sempre servia em igrejas sedes, onde o trabalho de obreira era grande, mas nunca murmurei. Minha vida financeira era uma bênção, minha família estava quase toda convertida. A primeira vez que a IURD fez uma excurção a Israel, eu fui. Percorri todos os caminhos de Jesus, foi uma bênção.
Tudo era muito abençoado em minha vida. Cheguei a ser responsável pela escola bíblica da região de São Cristovão, na cidade do Rio de Janeiro, depois dali, abrimos um centro para viciados em drogas, e muitos estão até hoje no caminho do Senhor.
Mas, um dia, eu dei alguma brecha e deixei o orgulho entrar em meu coração. Fiquei muito magoada com um pastor e, apesar da minha razão, deixei minha Salvação ir embora. Larguei tudo, e tudo que eu fazia de ruim, voltei a fazer pior. Voltei a usar drogas e, com muito mais forças, tentei me matar quatro vezes. Em 2002, quase morri de overdose. Fui internada, então fiquei 6 anos sem me drogar, mas não conseguia voltar para os braços de Jesus.Ano passado, voltei a me drogar novamente e fui fazendo tantas insanidades que acabei sendo presa. Nunca imaginei isso, mas aqui eu pude acreditar que parei de fumar, de me drogar e não sinto vontade. Tenho buscado a presença de Deus e o Espírito Santo, pois, quando eu sair daqui, voltarei a servir a Jesus.

Quero voltar a fazer a Obra de Deus, então, orem por mim, pois sei que o diabo fará de tudo para que isso não aconteça. E que nenhum homem e nenhuma mulher de Deus jamais abandone e saia da presença de Deus, pois o que está escrito na Palavra de Deus é verdade: eu comi dos porcos.
Obrigada. Marcia Moraes. Orem por mim e cuidem de sua Salvaçao!
Esta carta é de uma ex-obreira que se encontra presa. Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra. Por isso, diz: voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada. Então, vai e leva consigo outros sete espíritos, piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado daquele homem torna-se pior do que o primeiro.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Testemunho de uma ex-obreira

Sabe quando você olha para uma pessoa, e por algum motivo ela chama a sua atenção... Comecei a orientá-la. È uma das ex-obreiras da igreja. Vou contar aqui como ela me contou que caiu.
Faz em torno de oito meses que ela caiu. Estava fria na fé, não sentia vontade de colocar o uniforme e começou a dar mole. Falou que não sentia vontade de orar nem nada e quando orava parecia que a oração batia no teto e voltava. Sabia que estava ouvindo, mas estava tão fria que não adiantava.
 Foi então que veio o golpe fatal. Os pais dela são separados e ela foi ficar um mês na casa do pai, que é “mundão”.  O que já se sabe que é uma armadilha do diabo. Chegando lá ela me contou que as portas do “mundo” se abriram para ela, e mostrou as “diversões e as coisas boas que ele apresenta”. (Sabemos que isto é ilusão!).
Neste tempo ela foi à igreja apenas três vezes.
Conheceu muitas pessoas e foi a um show onde conheceu um rapaz. Ele não era o rapaz ideal para a vida dela, mas ela se iludiu. Conta que ao chegar à festa, não se sentia bem, mas não tinha forças para resistir. (Não deveria ter ido!). Algo acusava na sua mente. Mas a carne e o diabo prevaleceram.
No início recusou a bebida, mas acabou cedendo e começou a beber. Ficou com este rapaz, perdeu o seu tesouro (a virgindade), se envolveu com traficantes e daí para cima.
Ao retornar a cidade de origem, conversou com o pastor, mas não contou o pecado. Ele a orientou, mas não resolveu.
Ela depois contou o que fez e saiu da obra.
Resultado: Hoje não consegue pegar firme, se arrepende de ter perdido a virgindade com a pessoa errada, se arrependeu de sair de obreira, afirmou que foi a época mais feliz da vida dela. Não é feliz na vida sentimental, se evolveu com um rapaz, perdi a contas de quantas vezes a vi chorando, se envolve em encrencas, já ta com outro namorado, a vida ta um inferno! E o pior se morrer hoje sabe que vai para o inferno, pois, sabe que está na prostituição e não consegue voltar porque a carne a domina.
A família dela também passa por inúmeras dificuldades depois que ela saiu de obreira.
Se você se sente fria, procure ajuda e peça pra Deus te ajudar, se volte para Deus! Não espere que você caia. Se determine antes! Só depende de você!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Eu te amo porque...

Foto Ilustrativa
Sabe meu Pai,
Se eu pudesse chegar diante de ti e;
Dizer mil palavras;
Eu diria apenas três!
Três palavras expressam o que sinto por ti!
Somente três!
“Eu te amo!”
Amo, a alguém que deu a vida por mim;
Que por mim;
Escorreram lágrimas e sangue;
Que carregou o peso dos meus pecados;
Ele não merecia!
Mas carregou... E em nenhum momento;
Ousou reclamar, ousou abrir a boca;
Ele foi determinado ao sacrifício;
Sabia que seria torturado, apedrejado, humilhado, acorrentado;
Crucificado e ia morrer!
Mas Ele sabia que ia ressuscitar!
Que teria a vida eterna!
E que fez a vontade do Pai.
Entregou-se por inteiro...
E eu, neste momento...
Entrego-me por inteiro a Ele, o Dono da minha vida;
A quem amo com todas as minhas forças...
E a quem, o meu coração clama todos os dias...  

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Não aceito mesmo! È a decisão!

Meu nome a partir de hoje é revolta!
Não aceito mais as situações de vergonha! Não aceito mais a miséria! Não aceito mais morar de favor! Não aceito mais as dividas! Não aceito ter vontade de comprar algo e não ter dinheiro! Não aceito mais ser envergonhada pelo diabo! Não aceito mais o capeta na minha vida! Não aceito mais depender dos outros! Vou depender de Deus!
Pois bem, eu digo chega!
Tem que mudar tem que acontecer! As lágrimas já não são mais normais, já são de sangue, sangue que clama pela honra de Deus!
Será que as promessas de Deus ficaram no passado? Será que o nosso Pai está crucificado em uma cruz? A resposta é não! Ele é um Deus vivo, e agora eu vou Vê-lo!
Só tem um jeito de Deus te honrar, quando você se revolta e não aceita mais a situação que está vivendo. Sacrificar é necessário, mas é preciso ir para o tudo ou nada! Ou Deus me honra, ou Deus me mata! Pois, não aceito ver a minha vergonha!
Está decidido!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Como nasce a revolta

Tem gente que suporta passar fome, suporta humilhações, suporta morar de favor, suporta o desemprego, suporta a vergonha, suporta ser sustentado e a interferência de outros na sua vida a fim de continuar recebendo migalhas.
Tem gente que dá graças a Deus pelo pouco que tem, porque a coisa poderia estar pior, afinal tem gente morando debaixo da ponte ou vendendo o corpo para sobreviver.
Mas tem gente que não, não aceita, não se rende.
A revolta nasce quando você não suporta e não aceita uma situação dessas.
Cada pessoa tem um limite. A revolta chega quando você chega no seu limite.
Qual é o seu limite? Até onde vai suportar sofrer?
Lembro como se fosse ontem quando senti revolta pela primeira vez.
Meu marido ficou um ano desempregado. Enquanto tinha o dinheiro do acerto, tudo bem.
Enquanto tinha coisas para vender pra sobreviver, tudo bem.
Mas quando vi que não tinha mais jeito e que eu ia passar fome; que todas as empresas recusaram dar emprego; que eu teria que depender de outros… ah, pra mim era demais. Isso eu não poderia aceitar, chegou no meu limite.
A única coisa de valor que ainda tínhamos foi pro altar, pra Deus.
E não fui envergonhada.
Essa foi a primeira vez, mas tiveram outras revoltas. E cada uma delas nasceu da mesma forma, quando disse: “Ah, isso não aceito!”
Com a revolta, você faz o impossível acontecer, porque não aceita o contrário!! Você persegue o que quer até conseguir e o caminho mais curto é o altar.

Obr. Lúcia
Cristão da Universal

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Sacrificar a nossa vontade

Sabe... Qual é a melhor escola?
A escola da vida! Ela ensina... Às vezes temos que quebrar a cara para aprender... Mas se nós quisermos aprendemos...
Porém. Muitas pessoas vivem com a cara quebrada e nunca aprendem. Qual a razão disto? Não querem sacrificar, não querem colocar o sangue no altar, não querem dar o 2° boi...
E este sacrifício que falo não é financeiro, pois o financeiro é conseqüência da vida espiritual. Quem crê dá, quem dá recebe! E quem não dá... O diabo toma posse daquela vida.
Sacrifício é entregar a vida a Jesus? Sacrificio é viver sofrendo isso sim! Entregar a vida a Jesus é um sacrifício que vale a pena, pois, Ele entregou a vida por nós. Ele se entregou sem reservas, por inteiro!
As pessoas não querem sacrificar! Não querem sacrificar o “eu”, a “carne”, os seus “caprichos”, a sua “diversão”, não querem fazer a vontade de Deus! Não querem, compromisso sério com Ele!
Mas e ai? Você acha que estas pessoas são felizes? Quem não é de Deus é do...
Quando deita a cabeça no travesseiro só à pessoa sabe o inferno que está dentro dela. Só ela sabe o que passa o inferno que vive dentro de casa, as traições, brigas, doenças, miséria, mortes... Enfim...Isto sim é um sacrificio!
Qual o remédio para isto? O sacrifício para Deus! Sacrifício da carne, da vontade própria! Pare de fazer a tua vontade e faça a vontade de Deus! Tome uma decisão! Ele certamente (com certeza!), tem o melhor pra você! E quer te fazer feliz!
 Se entregue por completo a Deus e saiba que a partir de hoje é Ele quem segura as suas mãos e vence tuas guerras! E que é Ele quem te fará feliz por inteiro!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Quase cai na fé I

As dificuldades que enfrentamos são pontos positivos no fortalecimento de nossa vida espiritual
Passei por grandes lutas nos últimos tempos. Antes de me mudar eu tinha uma panificadora, e não deu certo (por vários motivos em outro post eu conto), adquiri contas, e diversos problemas.
No meio desta tribulação eu não tinha tempo de ir à igreja, de evangelizar, fazer a obra de Deus... Não tinha tempo de nada. Só ia à igreja no domingo de tarde... E... Comecei a esfriar na fé.
            Só que naquela época a maioria das minhas lutas era fruto da minha cabeça. Eu ia à igreja só no domingo, mas eu dava o meu melhor, eu estava ganhando almas, inclusive um jovem que eu orientava recebeu o Espírito Santo nesta época.
            Mas o diabo viu as minhas dúvidas e pegou carona. As pessoas me diziam que estava bem... Mas, eu me sentia mal... Sentia-me longe de Deus... Tudo coisa da minha cabeça...
            Fiquei desempregada, numa péssima situação financeira. Aí Deus me deu a oportunidade de vir trabalhar no Jornal em Palmas. E vim. Mas as dúvidas vieram juntas.
            Nesta altura, eu tinha uma certeza que me mantia em pé, a de que se Deus não estivesse comigo eu não estaria ali. Sozinha não teria suportado tudo que passei. E isso me deu forças para continuar.
            Porém eu me sentia fria, não queria ir na igreja na sexta (rsrsr), não sentia vontade de orar, nem de ler a bíblia, nem de jejuar, alimentava pensamentos indevidos... E assim foi... Até que o Espírito Santo me cobrou. “Maldito aquele que faz a obra relaxadamente”. E Ele começou a me cobrar, porém, eu não tinha forças para voltar.
            Então, Ele me deu as opções: voltar pro mundo ou voltar pra Ele. No mundo eu sei que não tem nada de bom, já sofri tanto e já na Obra, fui muito feliz, e tenho certeza que vou ser muito mais. Tomei a minha decisão e Ele começou a trabalhar.
            Li um post no blog do bispo Renato Cardoso que dizia que devemos orar mesmo sem vontade e comecei a fazer tudo de novo. Orava e pedia que Deus me ajudasse a ser como antes, usada pelo Espírito Santo, e que me ajudasse a voltar ao primeiro amor.
            No início parecia que a minha oração não adiantava. Mas eu insisti. Pois quando a gente se sente frio na fé, é necessário muita determinação para chegar diante de Deus.
            Conforme ia orando, Deus ia mostrando o que devia mudar, comecei a jejuar, ler a bíblia de novo, a ter muita vontade de ganhar almas... E fui me esforçando...
            Detalhe: O Espírito Santo sempre fala com a gente, porém ás vezes a gente é que não escuta. E eu comecei a escutá-lo de novo. Comecei a obedecê-lo e a ser renovada.
            Hoje estou na fé de novo, tive um reecontro com Deus e peço que ele me renove a cada dia. Oro para que Ele não me deixe cair, para que me use, e me dê muita sabedoria para permanecer firme, pois a escolha é minha.
            Então se você se sentir assim saiba que Deus é contigo e só depende de você para que você tenha um reecontro com Deus, pois, Ele está sempre de braços abertos pronto para receber a sua vida.

Na fé;
Obreira Daiane Martins

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Novas experiências

            Mudei de cidade há três meses. Morava em Pato Branco e vim a Palmas para trabalhar. Sou obreira pela graça de Deus.
            A diferença é grande. Estou acostumada a chegar e dizer a verdade ou “descer fogo”, como eu falo, porém as pessoas não estão acostumadas. Aqui as pessoas são mais acomodadas na fé. A igreja esta cheia (lá em Pato era menos), porém são poucas as pessoas que fazem à diferença.
            Eu não ando com as outras obreiras jovens, (nem todas), pois vivem metidas em fofoca. E o diabo trabalha com isso para derruba-lás. È terrível ver algo assim e não poder fazer nada (apenas orar). A única coisa que faço é ficar longe. Olhando para Jesus e permanecendo firme. Certa de que, quem olhar o homem ficará na metade do caminho.
            O que mais me deixa indignada é o fato de ter tantas pessoas sofrendo, isto, dentro e fora da igreja e tampoucos se preocupando com isso. Aqui tem umas três vezes mais de obreiros que em Pato. È certo que em Pato, um de nós tinha que valer por três... E aqui ao mesmo tempo que tem muitos, são levantados muitos, caem muitos ao mesmo tempo... Nunca tinha visto algo assim... Tanto ex-obreiro...
            Creio que fui trazida para cá para fazer a diferença. Não sou melhor nem pior do que ninguém. Mas não quero ser igual. O pastor que me levantou obreira disse “Não estou levantando você para ser mais uma obreira, estou te levantando para fazer a diferença!” E eu creio nisto. Portanto a partir de hoje vou compartilhar as minhas experiências neste lugar. A próxima experiência é: “quase cai na fé”.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Vencendo as dificuldades e chegando ao objetivo final

"Orando em todo o tempo... para que me seja dada, no abrir de minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho”. (Ef 6.18-19)

Que Deus nos dê sabedoria para enfrentar os diversos obstáculos da vida.
Só penso e repito dentro de mim uma frase: “Deus vai-me honar!”.

È fácil estar na fé, quando tudo está bem, quero ver ficar na fé, diante das lutas, das dificuldades... E diante disso, só há um jeito de permanecer: Manter a comunhão com Deus e ficar firme, na certeza de que este momento é passageiro e que Deus tem vitórias futuras para nós.

Não reclame, não chore não se lamente... Erga a cabeça, olhe para frente e prossiga, pois boa parte do caminho já foi percorrido, e a vitória é daqueles que persistem diante do que for, seguem em frente e chegam no seu objetivo final.

Nas dificuldades residem as oportunidades.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...